<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d3130456206145852982\x26blogName\x3dRevista+Fraude\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://revistafraude.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://revistafraude.blogspot.com/\x26vt\x3d4683893385502453966', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

As editorias da Fraude 6

terça-feira, 9 de setembro de 2008

As fraudes que cometemos desde 2004 estão cada vez mais sofisticadas. Em sua última edição lançada, a Fraude 5, a revista contou com editorias que facilitaram a estruturação e coerência interna da publicação, agrupando conteúdos similares de forma a prover uma melhor leitura.

A Fraude 6, a ser lançada em novembro próximo, repetirá a fórmula que deu certo e oxalá continuará mantendo o mesmo sucesso. Para você que não conheceu as editorias da Fraude 5, confira as descrições delas abaixo:


· Economia da Cultura: Um espaço para discutir o chamado “mercado da cultura”. Aqui entram as matérias sobre negócios que envolvem artistas e a venda de sua arte, estabelecimentos voltados para a cultura, editais públicos e toda sorte de movimentação cultural organizada e sua estrutura econômica.


· Cotidiano: Acontecimentos extraordinários que surgem da rotina diária; perfis de pessoas que povoam o dia-a-dia de Salvador e discussão sobre arte pop ou outros assuntos da cultura popular. Esses assuntos se encontram na editoria Cotidiano: textos de leitura leve que atiçam a curiosidade.


· Imaginando: Nas páginas dessa editoria desfilam o conteúdo experimental e de alguma forma “mais livre”, da revista. É o espaço para matérias em formatos menos convencionais e uso maciço de ilustrações e fotografias, podendo até não haver texto algum presente.


· Ciber: Tranqueiras tecnológicas estão tão presentes em nossas vidas que muitas vezes não mais nos surpreendem. No entanto, uma investigação ou reflexão mais detida pode nos revelar como nossas relações sociais e cultura são transformadas pelo avanço da internet e dos itens digitais e cibernéticos. Os resultados dessa averiguação estão em Ciber.


· Preliminares: Uma coletânea de textos curtos, como drops mastigáveis: prazerosos e ligeiros. Geralmente dotados de bom-humor, os textos de Preliminares costumam despertar interesse para temas amplos, apesar da pequenez de seu tamanho.

leave a comment