<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d3130456206145852982\x26blogName\x3dRevista+Fraude\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://revistafraude.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://revistafraude.blogspot.com/\x26vt\x3d4683893385502453966', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Nós, por exemplo

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Para quem perdeu o módulo 3 de Química Geral, não custa nada lembrar da lei que orquestra os átomos da matéria em qualquer reação química: “Na natureza, nada se cria. Tudo se transforma”. Mesmo que o enunciado não passe de uma redução forçosa para espremer Lavoisier no conteúdo programático do ensino fundamental, o jargão é um dos trunfos mais poderosos em meio ao marasmo criativo da pós-modernidade.

Por exemplo, em arte, o ready-made é uma estratégia que vai muito-bem-obrigado. Marcel Duchamp assinou um mictório sob o título de “Fonte” e, ao questionar o caráter canônico da arte histórica por meios de trabalhos como esses, acabou se tornando famoso. Oswald de Andrade, do lado de cá da imensidão atlântica, fazia colagens de textos clássicos com a saliva corrosiva de seu humor irônico e... Voilà! Também se banhou no estrelato. Dos stencils de Andy Warhol às incontáveis referências na obra musical de Caetano Veloso, todos eles sabem que fazer Fraude é um ótimo negócio.


E nós também sabemos disso. Inclusive, já estamos caminhando para a sexta edição. Confira as novidades desse próximo número e as curiosidades que envolvem toda a história da revista Fraude aqui no blog.

leave a comment